2 de nov de 2010

Militância teve papel decisivo

A expressiva vitória de Dilma em Fortaleza, obtendo mais de 70% dos votos válidos, teve a militância voluntária, espontânea, como elemento fundamental.

O início difícil do segundo turno, após Serra descarregar toda sua metralhadora de ataques desonestos, levou o "povo do PT" e, de forma mais ampla, o "povo das esquerdas" para as ruas da cidade. O sinal da Av. Ant. Sales com Rui Barbosa, símbolo deste tipo de campanha livre, foi o grande destaque. Em todos os 25 dias anteriores à eleição, inclusive domingos, o sinal esteve ocupado com pessoas adesivando carros e segurando bandeiras. Não existia horário pré-definido, simplesmente as pessoas "iam chegando", mobilizadas (ou não) pelas coordenações voluntárias da atividade.

Essa resposta das ruas, dos valorosos "petistas" de véspera de eleição, salvadores da pátria nos momentos difíceis, impediu o crescimento de Serra na capital, mesmo com todo esforço que o PSDB fez desta vez. A campanha de Serra foi muito maior que a de Geraldo Alckmim 4 anos atrás.

Além dos sinais, as caminhadas e carreatas também foram boas. Uma campanha vermelha, bela, que podemos nos orgulhar de ter participado. Parabéns para o Governador CID, para a prefeita Luizianne Lins, para o Senador Inácio Arruda, para os coordenadores, e especialmente para toda a militância aguerrida da nossa cidade revolucionária.

Um comentário:

Moni. disse...

Ainda que tenha havido o cansaço, o 2° turno cumpriu um papel muito importante e que ao meu ver, vai além do aprofundamento do debate, visto que, infelizmente, o PSDB fez questão, mais uma vez de desqualificá-lo.

O melhor desse momento foi a reorganização da militância. Saimos de casa e tomamos as ruas. Bandeiraços e adesivaços são muito mais alegres e convincentes quando feitos por quem está convencido.

Por muitas vezes vi famílias, pessoas "comuns", não ligadas a nenhum partido, ali, num sinal distribuindo material. recebi emails de amigos perguntando como poderiam ajudar.

Era o convencimento empurrando o povo para a ação, para a construção daquilo que se quer e acredita.

Todo mundo, botando a massa no pão do futuro.

Foi bonito de ver...

Abraços,

MonicaSaraiva