16 de out de 2009

O Homem da Gravata Borboleta

Por trás da "gravatinha borboleta" está o nosso Secretário Estadual de Segurança Pública, Roberto Monteiro. Pasmem... um homem que me parece ser rigorosamente honesto, decente e comprometido com o bem público e com os direitos humanos... ou seja... acho que estamos vivendo mais um momento muito importante da nossa história: Uma pessoa com esse perfil à frente da segurança em nosso estado.

Sua lista de polêmicas "do bem" teve esta semana a exigência (aos delegados) que cumpram a lei que proíbe a exposição de presos aos veículos de comunicação sem a presença de seus respectivos advogados particulares ou defensores públicos. Evidentemente, os programas "mundo cão" odiaram a medida... Pq usavam, de forma grosseira, durante horas por dia, a imagem de jovens presos.

Ora... esses programas não realizam a cobertura de tudo aquilo que a juventude de Fortaleza faz de melhor... sua cultura, esportes, gincanas diversas, feirinhas de ciências.... não mostram o dia-a-dia dos programas sociais com jovens nem o trabalho das ONGs e movimentos juvenis... não educam de nenhuma forma... e, acham que mesmo ignorando essas expressões tem um direito moral de passar acima da lei e, junto com um punhado de delegados dedicar-se à uma programação para "tirar onda" com a cara de pessoas que muitas vezes cometeram pequenos delitos, estigmatizando-as perante a população... dificultando seu retorno ao convívio harmonioso...

Mais um ponto pro secretário... muita coragem. Tiro meu chapéu.

Reg. Met. de Fortaleza

Nos últimos dias tenho pensado muito sobre as relações entre a capital e os demais municípios da região metropolitana... A pergunta é... como os governos (e a sociedade em geral) podem atuar juntos para a resolução dos principais problemas? Pergunto e me preocupo com isto pq acredito que hj, em Fortaleza e tb nessas cidades, uma parte dos principais problemas estão concentrados nas divisas...

As populações.... mais 3,3 milhões de almas:

Aquiraz 71.400, Caucaia 334.364, Eusébio 41.307, Fortaleza 2.505.552, Guaiúba 23.853, Itaitinga 32.678, Maracanaú 201.693, Maranguape 110.523, Pacatuba 71.839

TOTAL 3.393.209

Fonte: IBGE - Estimativas populacionais para o TCU

6 de out de 2009

Bergson

Hoje estive no evento em homenagem ao companheiro Bergson Gurjão... foi emocionante ver a família e os partidários enterrando, enfim, o jovem militante assassinado pela ditadura.

Viva o socialismo e a democracia!

Mercedes


"Sólo le pido a Dios
Eu só peço a Deus
Que lo injusto no me sea indiferente,
Que a injustiça não me seja indiferente
Que no me abofeteen la otra mejilla
Pois não posso dar a outra face
Después que una garra me arañó esta suerte.
Se já fui machucado brutalmente
Sólo le pido a Dios
Eu só peço a Deus
Que la guerra no me sea indiferente,
Que a guerra não me seja indiferente
Es un monstruo grande y pisa fuerte
É um Monstro grande, pisa forte
Toda la pobre inocencia de la gente.
Toda forma de inocência desta gente"

3 de out de 2009

Sem dúvida, uma vitória.

Não posso me considerar um nacionalista nato... daqueles que querem ver sua "pátria" sobressair em relação às demais. Prefiro defender um mundo mais justo, onde todos os povos oprimidos adquiram direitos...

Também não gosto dos grandes investimentos nos esportes de rendimento, onde separamos os super-atletas das pessoas normais, numa divisão entre um punhado de saudáveis atletas e uma massa de sedentários... nesse caso, também prefiro defender um mundo em que todos (e todas) pratiquem o esporte e o lazer sem preocupações exarcebadas em quebrar os limites...

Mas.... essas minhas pseudo-críticas sub-conscientes são pequenas diante dessa recente e justa afirmação da América Latina e do Brasil frente ao mundo. Também são pequenas diante da força de uma evento que congrega pacificamente tantas nações, em nome do esporte...

E o Lula realmente "é o cara"! Mesmo quem tem alguma divergência com seu projeto (seja do PSTU ou do PSDB) tem que respeitá-lo. E muito! Os resultados da sua atuação, sejam estatísticos ou simbólicos (como esse) são incomparáveis com os período anteriores, recentes e distantes da nossa História...

Grande abraço.