27 de dez de 2008

Palestina


----------------------------------
E que ao primeiro apelo:

- Camaradas!
Atenta se volte a terra inteira.

Vladimir Mayakovski
----------------------------------

Caros amigos,

Até quando vamos permitir que um povo seja massacrado dessa forma?
Que uma guerra seja travada em condições tão desiguais.
Que desesperadamente se usem pedras e o próprio corpo em chamas na luta contra o poderio neofascista?
Todos os que dizem defender os Direitos Humanos e a auto-determinação dos povos, para não cair na hipocrisia, tem que sair da mera lamentação e tomar alguma medida concreta contra Israel. Ou isso nunca terá fim...
O imperialismo, mesmo com sua versão light (Obama), não tem interesse real pela resolução do conflito. Que outras nações e povos do mundo se pronunciem então... Podemos começar pela América Latina! Qualquer medida concreta vale muito nestes momentos.
-

25 de dez de 2008

Cartão de Natal



Economia

Estava assistindo o programa "Agenda Econômica" da TV Senado. Um programa de análise sobre as questões da economia nacional e internacional.
Hoje, ao invés do economês chato, voltado apenas para estranhas análises do mercado capitalista, pude conferir observações de alto nível sobre trabalho e políticas sociais...
O entrevistado era o Dr. Marcio Pochmann (foto), hoje presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA, que foi secretário em SP (governo Marta) e consultor do DIEESE.

Ao final... uma reflexão para compartilhar e aprofundar com os amigos...

Porque a economia dos comentaristas da TV brasileira... gente como José Nêumane Pinto, Miriam Leitão, Denise Campos de Toledo... é ao mesmo tempo simplista e confusa? Parece algum tipo de senso comum re-elaborado. Uma análise vulgar do pensamento de outros economistas que, por sua vez, tb se limitam a teses mercadológicas com previsões aquém das cartas de tarôt.

A pergunta que segue paralela é... pq a raridade dos discursos claros sobre questões economicas?
Eu poderia pensar que é um truque da burguesia que controla os meios de comunicação para "emburrecer" mais ainda nosso povo... mas,... tenho que lamentar que a produção academica independente também sofre do mesmo mal. Ou seja, mais que uma conspiração da classe dominante, o emburrecimento desses discursos é também um problema dos nossos economistas (de entendimento ou de comunicação).

Espero que uma nova geração de economistas possa se espelhar, portanto, no professor Marcio Pochmann, para um debate que seja realmente útil ao nosso povo.

15 de dez de 2008

Pequeno Afonso:

Era o mínimo que poderíamos fazer por vc...

"É o beijo de despedida, seu cachorro", gritou o jovem jornalista iraquiano...

Bem...

Por princípio, sou contra atitudes isoladas como jogar tortas, tirar a roupa sozinho e etc... Sou contra o terrorista que se coloca como herói à frente de seu povo... E contra os Power Rangers pelo mesmo motivo... Afinal, decisivas são as mudanças que nascem do "movimento de massas" (velho, porém bom, jargão da esquerda), ou seja, das lutas coletivas... Já dizia o velho Gramsci que "mais vale a população entender pequenas coisas, que um punhado de iluminados descobrirem as maiores questões".... e dessa forma entendo que mais vale um milhão na rua que dez armados com metralhadoras, tortas e etc...

Mas...

Naquele momento, que mais poderia fazer?
Depois de tanta repressão, tanto sofrimento... Deixar "passar batida a visita surpresa do agressor"?
Para mim, está mais do que justificado o ataque...
As mãos de
Muntazar al-Zaidi agiram por todos aqueles que não tiveram a oportunidade de estar naquela sala.



Sicko - $O$ Saúde



Gente...
Esse é mais um documentário do Michael Moore.
Muito bom. Acho que todo mundo deveria assistir... A linguagem irônica de sempre e várias coisas para pensar...

23 de nov de 2008

Pena

É uma pena que todos(as) tenhamos que vender nossa força de trabalho...
Intelectual, artística, física... habilidades e inspirações "metamorfoseadas" em cifrão...
Pq mensurar? Pq competir? Só nos transfigura...

Pena - O Teatro Mágico (Fernando Anitelli e Maíra Viana)

O poeta pena quando cai o pano
E o pano cai
Um sorriso por ingresso
Falta assunto, falta acesso
Talento traduzido em cédula
E a cédula tronco é a cédula mãe solteira

O poeta pena quando cai o pano
E o pano cai
Acordes em oferta, cordel em promoção
A Prosa presa em papel de bala
Música rara em liquidação

E quando o nó cegar
Deixa desatar em nós
Solta a prosa presa
A Luz acesa
Lá se dorme um Sol em mim menor

Eu sinto que sei que sou um tanto bem maior (4x)

17 de nov de 2008

Autonomia...

Aproveitando o clima de Bienal vou dar uma sugestão...
Pedagogia da Autonomia, de Paulo Freire.
Trecho da wiki:
"Pedagogia da Autonomia é um livro da autoria do educador brasileiro Paulo Freire, sendo sua última obra publicada em vida. Apresenta propostas de práticas pedagógicas necessárias à educação como forma de construir a autonomia dos educandos, valorizando e respeitando sua cultura e seu acervo de conhecimentos empíricos junto à sua individualidade.
Esta obra é uma reunião de experiências transformadas em pensamentos que buscam a integração do ser humano e a investigação de novos métodos, valorizando a curiosidade dos educandos e educadores, condenando a rigidez ética que se volta aos interesses capitalistas e neoliberais, que deixam à margem do processo de socialização os menos favorecidos."

16 de nov de 2008

Livro e cultura...


A VIII Bienal Internacional do Livro do Ceará está ocorrendo...
Uma multidão de gente... Todos os pavilhões lotados, como em poucos eventos...
Acho que foi muito boa a divulgação. Tb a entrada é gratuita para todos(as) e existe visita guiada de crianças das escolas públicas...

15 de nov de 2008

Comunicação Popular e Sindical

Como sugestão... Link do Núcleo Piratininga de Comunicação...
Pessoal que trabalha com comunicação alternativa, comprometida com os interesses da classe trabalhadora e demais segmentos oprimidos da nossa sociedade.

9 de nov de 2008

O Mérito e o Monstro - O Teatro Mágico

O metrô parou
O metro aumentou
Tenho medo de termômetro

Tenho medo de altura
Tenho altura de um metro e tanto
Me mato pra não morrer

Minha condição, minha condução
Meu minuto de silêncio
Meus minutos mal somados
Sadomasoquismo são

Meu trabalho mais que forçado
Morrendo comigo na mão

[Pra dilatarmos a alma
Temos que nos desfazer
Pra nos tornarmos imortais
A gente tem que aprender a morrer
Com aquilo que fomos
E aquilo que somos nós]

Mais em www.oteatromagico.mus.br

7 de nov de 2008

Meia

No Senado está acontecendo uma discussão sobre o direito à meia estudantil. Alguns parlamentares defendem a limitação (restrição) do direito. Acho que todos devemos expressar publicamente nossa preocupação em relação ao tema. Temos sim... que melhorar o processo de emissão e fiscalizar o cumprimento da legislação atual... agora, mudar a lei para restringir... é um absurdo.
Direito não se reduz!!!

5 de nov de 2008

Teatro Mágico e Cordel

Na próxima semana Fortaleza vai receber a apresentação de dois Grupos culturais muito importantes: O Teatro Mágico (SP) e o Cordel do Fogo Encantado (PE). É na Bienal Internacional do Livro, no Centro de Convenções.

Dia 12 – Show Teatro Mágico / Dia 16 – Show Cordel Do Fogo Encantado / Dia 17 – Show Dona Zefinha

Já vai tarde...

Todos sabemos que Obama é um capitalista, que tem compromissos com as grandes coorporações, que tb assume posições conservadoras e blá,blá,blá,blá...

Mas que a derrota dos conservadores de extrema-direita do partido republicano foi um alívio... isso foi. Tanto para quem está sob bombardeio, quanto quem estava sob ameaça...

A derrota de McCain é a derrota de uma política rídiculamente belicista e reaccionária que foi levada à frente nos últimos anos por Bush, "Corvo"lezza e uma turma da pesada... Os democratas, de fato, são "fichinha" na frente desses neo-fascistas.

E a eleição de um negro presidente dos Estados Unidos? Do ponto de vista simbólico é uma coisa que não tem preço. Martin L. King se orgulharia de ver um povo tão racista quanto o americano dar esse salto em direção à sua própria humanidade.

Bem... é uma felicidade ver a saída do Bush. E já vai tarde!!!


Che

Que mundo a irracionalidade capitalista poderá oferecer às futuras gerações? Mais injustiças? Mais desenvolvimento tecnológico transformado em luxo para uma minoria? Destruição desenfreada do meio ambiente? Acho melhor arriscar no sonho e na luta. Nas organizações do povo, nos governos de esquerda, nos movimentos sociais. Apostar em reformas cada vez mais profundas... na cultura, na economia, na estrutura de direitos. Revolucionar o cotidiano das relações pessoais e os termos da constituição... um grande desafio.

"Se tremes de indignação perante as injustiças do mundo...
então, somos companheiros" - Che